julho 19, 2009

PONTES

A ponte é uma passagem para a outra margem...

Por isso sou península e península permanecerei. Não quero ver o outro lado, quero ficar aqui, mesmo que o nevoeiro me cubra. Os caminhos, seio-os de cor. Quando fizer a travessia será a nado, contando cada pilar da ponte que me entontece.

4 comentários:

Vocas disse...

Que bonito!

Manuel Cardoso disse...

Vale a pena ler o livro e ver o filme: "As pontes de Madison County". Para sonhar...

Teresa Lobato disse...

Um dos meus filmes favoritos!...
É bom ter-te por aqui depois destes anos todos!

Abraço

Manuel Cardoso disse...

É bem verdade, Teresa. estes espaços virtuais permitem um intercambio de ideias que o nosso mundo material e corriqueiro não proporciona.