julho 30, 2009

DIAS AZUIS

Assim correm os dias azuis, muito azuis, que reflectem o céu no mar. Do outro lado a serra, a cidade, o calor das cigarras a cantar ao meio-dia.
Quero o dia, quero o sol a encher-me cada poro, cada pixel.
Assim será o verão das cigarras desprezadas ao sol azul.

julho 28, 2009

ASSIM SE DANÇA O TANGO...


video

julho 25, 2009

Bom Fim de Semana... na doce voz de Elis Regina


julho 23, 2009

Apartados

Mil passos serão percorridos até que o tempo nos aproxime. Caminharemos sobre as águas, como se fôssemos figuras etéreas com asas transparentes. Porque os oceanos separam, mas não apartam, haverá um ponto de colisão, um dia, uma hora, um segundo, que farão parte da eternidade. E um clarão será visto na cidade, erguendo-se por entre as casas velhas. E as pessoas vão deixar cair lágrimas vivas dos seus olhos, porque amar é mesmo assim.
Mil passos sobre as águas e um dia seremos chama sobra a cidade.

julho 19, 2009

PONTES

A ponte é uma passagem para a outra margem...

Por isso sou península e península permanecerei. Não quero ver o outro lado, quero ficar aqui, mesmo que o nevoeiro me cubra. Os caminhos, seio-os de cor. Quando fizer a travessia será a nado, contando cada pilar da ponte que me entontece.

julho 17, 2009

Interlúdio

Quem se recorda? Tem lenços de papel à mão?


julho 13, 2009

Rendilhado


Olha o rendilhado da tua saia. Que a sombra te guarde a nudez encoberta. É a mais pura, ainda que sobre ela caia o manto translúcido do desejo.

julho 07, 2009

Quem Ri do Second Life?

julho 06, 2009

Dia em tom de blues

Ontem estive assim...
Hoje será outro dia.

julho 03, 2009

Contrastes de Verão

O ser português remete-nos inevitavelmente ao Mar, ao Ar e finalmente à Terra, ponto de partida e chegada de qualquer viagem iniciada.
Está no ADN das lusitanas gentes desde imemoráveis tempos, resultado de ocupações, invasões, colonizações, entre outras coisas terminadas em “ões”, que enriqueceram nossa capacidade de sonhar, ao ponto de pouco mais fazermos que isso mesmo. SONHAR.

Daí a ideia de trazer ao Second Life essas três quase míticas realidades.
O Mar, a Terra e o Ar.

No seio de uma sociedade que se pretende moderna, apesar de afastada das metas europeias, definida por todos os políticos e governantes, os cidadãos podem dar-se ao prazenteiro luxo de os desfrutar como seus, ainda.
O Mar, O Ar e a Terra.

António efe aka R.M.


Mostra de Photo Real em ambiente Virtual (Second Life)
“espaço” TRIPÉ _ Praça das Flores, nº 7
Portucalis